quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Uma reflexão sobre Violência Doméstica


O Blog Poesia Cotidiana, de Beth Soares apresentou um texto interessante para as mulheres lerem e refletirem sobre a violência doméstica.

Fonte: Beth Soares /  http://apoesiacotidiana.blogspot.com.br
---------------------------------------------------------------------------------------------------

FLORES, FÚRIA E A PAREDE

“A dor vai curar essas lástimas 
o soro tem gosto de lágrimas.
As flores têm cheiro de morte
a dor vai fechar esses cortes”. 

Flores 

(Tony Belloto/ Sérgio Britto/ Charles Gavin/Paulo Miklos)


Acordou assustada, coração disparado. Seria mesmo a campainha ou o barulho estava só no sonho? Ainda estava tudo confuso, ela nem sabia direito se havia dormido na casa dela ou na dele. Sentiu um peso nos olhos, mal podia abrí-los. A busca pelo espelho revelou que aquela era sua casa. Antes de conseguir se olhar, a campainha soou de novo. Atordoada, desistiu do espelho. 

Abriu a porta da sala e o entregador, um rapazinho franzino que pela quantidade de espinhas devia estar na casa dos 16 anos, sorriu. Estendeu-lhe um buquê esperando uma reação positiva do lado dela; a devolução do sorriso, a cara de espanto e em seguida a gratidão... coisas que quase sempre aconteciam. Mas o “quase” esconde um abismo nas entrelinhas.

Como será que a história termina?? 



Postagem Anterior
Proxima Postagens

Postado Por:

Defesa e Cidadania da Mulher é uma organização não governamental de Praia Grande/SP, nomeada Utilidade Pública e sem fins lucrativos. Desde 2005, atuamos nas bases: social, educacional, profissionalizante e cultural, destinadas à conscientização, assistência e amparo às mulheres de qualquer idade, raça ou religião, possibilitando-a que esta exerça a sua cidadania de forma consciente, visando na erradicação da Violência Doméstica.

0 comentários: