quarta-feira, 7 de março de 2012

SAÚDE DCM - Incidência de infarto entre as mulheres cresce, aponta Sociedade de Cardiologia

Fonte: De A Tribuna On-line

Nunca morreram tantas brasileiras por infarto como nos últimos anos. O alerta é da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP. Há cinquenta anos, de cada dez mortes por infarto nove eram homens e uma mulher. Atualmente essa proporção está em seis homens e 4 mulheres. 

Em 2010, 41.211 mulheres foram vítimas de infarto, enquanto os homens ainda lideram com 57.534 mortes. Já entre todas as doenças cardiovasculares, o que inclui, além do infarto, o AVC (derrame), doenças hipertensivas, entre outras, a proporção entre homens e mulheres é quase a mesma. Das 320.074 mortes, 52,43% foram homens e 47,56% mulheres.

Para a maioria das mulheres o infarto é quase assintomático. As mulheres de 45 anos correm 30% mais riscos que os homens da mesma idade de ter um infarto, sem dor no peito. Esse índice cai para 25% na faixa entre 45 e 65 anos e a diferença só vai desaparecer após os 75 anos, segundo estudo publicado pela American Heart Association.

Doença cardiovascular


Nas últimas décadas, as mulheres adquiriram hábitos não saudáveis, como tabagismo e alcoolismo. Além disso, ao entrar para o mercado de trabalho, passaram a sofrer mais com o estresse, em virtude de duplas e até triplas jornadas.
Postagem Anterior
Proxima Postagens

Postado Por:

Defesa e Cidadania da Mulher é uma organização não governamental de Praia Grande/SP, nomeada Utilidade Pública e sem fins lucrativos. Desde 2005, atuamos nas bases: social, educacional, profissionalizante e cultural, destinadas à conscientização, assistência e amparo às mulheres de qualquer idade, raça ou religião, possibilitando-a que esta exerça a sua cidadania de forma consciente, visando na erradicação da Violência Doméstica.

0 comentários: