quarta-feira, 7 de março de 2012

ONG DCM vira matéria na Revista O MASCATE

Da Redação
A ONG Defesa e Cidadania da Mulher concedeu entrevista à Revista O MASCATE, do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, publicada em sua última edição bimestral de Março/Abril.

Confira o link aqui ou veja na íntegra:

Comércio do Bem

ONG de Praia Grande ajuda mulheres por meio de venda de produtos sustentáveis

Toda organização não-governamental necessita de um meio para sustentar-se. Seja por doações, por pro-jetos sociais, por bingos beneficentes ou por venda de produtos, as ONGs se mantêm com poucos recursos para continuar lutando por uma causa.  Foi o caso da ONG Defesa e Cidadania da Mulher (DCM), localizada em Praia Grande. A entidade existe há seis anos e visa em auxiliar e encaminhar mulheres em situação de vulnerabilidade como, por exemplo, Violência Doméstica. “Começamos
esta luta antes mesmo de a Lei Maria da Penha entrar em vigor”, conta a presidente da ONG, Ana Silvia Passberg de Amorim.

Desde 2010, a DCM buscou, por meio comércio, en-contrar uma forma para auxiliar estas mulheres e sua família. Por meio do programa Ponto de Cultura, a entidade mantém ativo o projeto Construindo o Futuro, que consiste em confeccionar produtos como agendas, objetos de decoração como lustres, porta-retratos dentre outros, utilizando como matéria-prima a fibra da bananeira. “Com a confecção e venda, conseguimos que essas mulheres tenham consciência sobre o meio ambiente, sustentabilidade e sobre conservação e, com isso, elas passaram a entender que têm o direito de serem cidadãs”, conta.

Como resultado, a DCM já conseguiu auxiliar cerca de 200 mulheres em situação de vulnerabilidade em qualquer setor, seja ele financeiro ou social. “Percebemos que o comércio sustentável é uma boa opção de ajudarmos as mulheres e o planeta”, afirma. Tanto é que a DCM inicia, este ano, a confecção de sacolas feitas com materiais que não deterioram o meio ambiente. Estas serão distribuídas
em estabelecimentos comerciais, como supermercados, lojas de confecção femininas, lojas de decoração e salões de cabeleireiro.

Esta é uma das diferentes formas estudadas para armazenamento e transporte de mercadorias, pois desde 25 de janeiro, locais como supermercados baniram o uso de sacolas plásticas. A opção oferecida por algumas empresas é a utilização das ecobags, carrinhos de feira ou sacolas biodegradáveis. Na região, são geradas 440 toneladas de lixos plásticos com o descarte mensal de 114 milhões de sacolinhas.

Semana da Mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, data que é relembrada no dia 8 de março, a entidade, em parceria com a Prefeitura de Praia Grande, promove neste mês a IV Semana da Mulher, que possui como título As Marias da Penha. “É uma homenagem a esta mulher que, pela sua história, originou a Lei nº 11.340/2006, que defende as mulheres contra agressões em variados níveis”, ressalta.

De 8 a 15 de março, o evento atinge toda a sociedade da Baixada Santista. “O principal objetivo desse evento é levar às mulheres um momento de reflexão, compreendendo seu espaço, prestando informações acerca do tema, com foco na luta de grandes mulheres do passado que deram suas vidas para que hoje, mulheres, pudessem ter a coragem de reivindicar e garantir seus direitos
perante a sociedade”, diz Ana Silvia. O evento conta com palestras, shows e debates sobre assuntos referentes à Saúde da Mulher, Violência Doméstica e informações sobre direitos e deveres. Para maiores informações a entidade mantém o blog: www.ongdcm.blogspot.com.

0 comentários:

Postar um comentário