quarta-feira, 21 de março de 2012

OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA DCM - Praia Grande quer identificar causas da violência na cidade com questionário

Fonte: De A Tribuna On-line
Praia Grande quer traçar um panorana das causas da violência na Cidade. Para que isso seja possível, a partir deste sábado começam a ser distribuídos 400 questionários para moradores de todos os bairros do município.

Contendo 32 perguntas de múltipla escolha, o questionário passará inicialmente na Rua Pascoal Fernandes, no Sítio do Campo, onde um determinado número de residências será escolhido, aleatoriamente por sorteio, para que o questionário seja aplicado.

Com os dados coletados, o objetivo é elaborar o Diagnóstico da Violência e traçar ações que diminuam os índices de criminalidade.

Todos os bairros serão visitados pelos pesquisadores do Instituto de Pesquisa, Ensino e Consultoria Técnica em Segurança Pública Municipal (IPECS).

Com base nesses dados, a Subsecretaria para Assuntos de Segurança (Subseg) vai realizar ações específicas a partir do segundo semestre do ano, através do Plano Municipal de Segurança.

De acordo com o comandante da Guarda Civil Municipal de Praia Grande, Marco Alves dos Santos, a segurança não pode ser vista como algo isolado, mas sim multidisciplinar. “Muitas vezes, crimes ocorrem em função de deficiências em outras áreas, como iluminação pública, saneamento básico e, principalmente, educação. Dessa forma, vemos que todas essas áreas fazem segurança”.

O comandante afirmou que a expectativa agora é grande, uma vez que é o momento de verificar o que a população pensa sobre o assunto. “A pesquisa vai revelar questões que já conhecemos, mas não temos como medir. Vai facilitar muito o trabalho tanto da GCM como das polícias Civil e Militar e também das secretarias envolvidas nas questões de segurança”.

Ele ainda lembrou que as datas dos Fóruns de Discussão, que serão realizados também com base no Diagnóstico, sofreram alterações. Anteriormente marcados para acontecer nos dias 27 de março e 24 de abril, os fóruns ainda não têm data definida.

O presidente do IPECS e coordenador das equipes de pesquisa, Sérgio R. de França Coelho, frisou a importância de a população responder ao questionário. “São questões simples, mas de extrema importância, pois é um meio de fazer com que a sociedade seja ouvida”. Observou ainda que todos os pesquisadores estarão devidamente uniformizados com camisetas e crachás do IPECS.
Postagem Anterior
Proxima Postagens

Postado Por:

Defesa e Cidadania da Mulher é uma organização não governamental de Praia Grande/SP, nomeada Utilidade Pública e sem fins lucrativos. Desde 2005, atuamos nas bases: social, educacional, profissionalizante e cultural, destinadas à conscientização, assistência e amparo às mulheres de qualquer idade, raça ou religião, possibilitando-a que esta exerça a sua cidadania de forma consciente, visando na erradicação da Violência Doméstica.

Um comentário:

  1. Em todo lugar que houver o CRACK e CORUPIÇÃO POLITICOS ENRIQUECENDO TEM VIOLENCIA A NÃO PARA SEMPRE ALMENTARÁ

    ResponderExcluir