quarta-feira, 27 de julho de 2011

Usiminas inaugura Centro de Qualificação Profissional da Mulher

Fonte: Usiminas

Em parceria com Senai e Prefeitura de Cubatão, siderúrgica irá qualificar trabalhadoras na área de construção civil


Ampliar as condições de qualificação profissional da mulher para aumentar as oportunidades de inserção no mercado de trabalho. Com este objetivo, a Usiminas inaugurou nesta terça-feira (26), o Centro de Qualificação Profissional da Mulher. Resultado de uma parceria com o Senai e a Prefeitura Municipal de Cubatão, a iniciativa contempla a realização de cursos na área de construção civil voltados para o público feminino.

No Centro de Qualificação Profissional da Mulher, localizado dentro da Usina de Cubatão, as alunas terão aulas teóricas e práticas. “A parceria entre Usiminas, Prefeitura de Cubatão e Senai viabilizou essa idéia. Tenho certeza de que este projeto se tornará uma referência em todo o País”, afirmou o diretor da Usina de Cubatão, Paulo Roberto Torres Matta.

Serão oferecidas inicialmente 96 vagas divididas em cinco cursos: armador de ferros, eletricista instaladora, pedreiro assentador, pedreiro de revestimento e pintor de obras. A iniciativa reforça o compromisso da Usiminas com as comunidades onde está presente. Em Cubatão, a parceria dá continuidade a outras ações já realizadas em conjunto com o poder público, como o Pacto pelo Emprego e o Pró-Comércio.


Durante o período do curso, a Usiminas oferecerá transporte, alimentação, uniforme e equipamentos de segurança individual (EPIs). A siderúrgica também disponibilizará uma bolsa-auxílio no valor de R$ 300,00 para cada aluna que finalizar o curso. Presente ao evento, a prefeita de Cubatão, Márcia Rosa, destacou a disposição das mulheres para realizar trabalhos com cuidado e capricho. “A construção civil está precisando de trabalhadores e as mulheres querem este espaço. A construção civil é uma oportunidade para qualificar a mão de obra feminina e encaminhá-la para o mercado de trabalho. Nós, mulheres, não precisamos de privilégios e, sim, apenas de oportunidades, como esta,” afirmou.

Um grande diferencial do projeto é a bolsa-auxílio, que será entregue por meio do cartão Usiminas, similar a um cartão de crédito para utilização exclusiva no comércio da cidade em bens ou serviços. O cartão segue a mesma idéia do cartão Servidor Cubatão, lançado pela prefeitura com o objetivo de incentivar o comércio da cidade.

O diretor do Cide, Fiesp e Ciesp/Cubatão e diretor de Engenharia e Ampliação da Usiminas, Marco Paulo Penna Cabral, afirmou que o projeto é inovador e está dentro das metas previstas na Agenda 21 do município. “Precisamos sempre valorizar ações como estas, que são resultado da parceria entre o poder público e a iniciativa privada e representam um avanço importante na qualificação dos moradores da região.”

Sobre os cursos


As aulas acontecerão de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, com duração aproximada de um mês, ou 160 horas aula. O Senai, maior complexo de educação profissional da América Latina, será responsável pela metodologia, material didático e professores. Além do conteúdo específico de cada modalidade, todos os cursos englobam instruções sobre segurança do trabalho, meio ambiente e qualidade. Para o diretor do Senai/Cubatão, Antonio Carlos Lago Machado, o curso contribui também para a formação da cidadania. “A formação é uma oportunidade de aprendizado e crescimento e deve propiciar a mudança para melhor na vida das pessoas”, afirmou.


As alunas foram selecionadas pela Prefeitura Municipal de Cubatão por meio do banco de dados do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), do município, considerando o seguinte perfil: idade mínima de 18 anos, desempregada e com ensino fundamental, no mínimo, até a quarta série. “O Centro é uma boa oportunidade para nós. Estou desempregada há três meses, por isso, minha expectativa é grande”, conta Maria Aparecida dos Santos Silva, aluna do curso pedreiro assentador. Já Edite Tenório se inscreveu no curso para armador de ferros.  “Agora, eu quero aprender, colocar em prática e entrar no mercado, para que eu possa me tornar uma profissional capacitada”, afirma.

A iniciativa para realização de cursos voltados especialmente para mulheres surgiu a partir da análise da demanda atual do mercado. De um lado, faltam trabalhadores qualificados para segmentos como o da construção civil. De outro, especialmente em Cubatão, onde está localizado um dos maiores pólos industriais do País, as oportunidades de trabalho estão voltadas principalmente para o público masculino. O PAT de Cubatão  possui atualmente 33.855 trabalhadores cadastrados, sendo 20.258  (59,84%) homens e 13.597 (40,16%) mulheres. Entre janeiro e junho deste ano, 94,72% das 6.292 vagas preenchidas por meio do Posto foram ocupadas por homens e apenas 5,28% por mulheres.

0 comentários:

Postar um comentário