sexta-feira, 17 de junho de 2011

Começa amanhã (18) vacinação contra paralisia infantil e sarampo

Fonte: Sec. de Saúde do Est. de SP

 

Postos de saúde estarão abertos em todo o Estado neste sábado


A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo abre neste sábado, 18 de junho, a primeira etapa da campanha de vacinação contra a paralisia infantil em todo o Estado, que também incluirá a imunização de crianças contra o sarampo.

Na capital, um posto volante da Secretaria, que será montado no shopping West Plaza, zona oeste, e funcionará das 10h às 14h, oferecerá doses das vacinas e também contará com distribuição gratuita de máscaras, esculturas de balão e pintura de rosto para as crianças que forem levadas ao local.

O objetivo da campanha é proteger a população infantil contra as sarampo e paralisia infantil antes do período de férias. De sábado até 1º de julho devem ser levadas às salas de vacinação todos os paulistas com até seis anos de idade.

Crianças entre 0 e 1 ano de idade irão receber apenas a vacina contra a paralisia infantil. As entre 1 e 4 anos receberão doses contra o sarampo e paralisia infantil. E as entre 5 e 6 anos, somente a vacina contra o sarampo. Além disso, haverá atualização de eventuais doses em atraso na caderneta.

Por todo o Estado serão mobilizados cerca de 14 mil postos de saúde e 51 mil profissionais, em parceria com as prefeituras (confira abaixo a lista completa da Grande São Paulo). O horário de funcionamento dos postos é das 8h às 17h. A meta para imunização contra paralisia infantil é atingir 2,67 milhões de crianças,
equivalente a 95% das crianças com até 5 anos de idade. Contra o sarampo a vacinação também pretende chegar a 95% de adesão, o que representa 3,17 milhões de crianças.

"A vacina tríplice viral é a medida de prevenção mais eficaz contra o sarampo, protegendo também contra a rubéola e a caxumba. É importante que os responsáveis levem as crianças para se protegerem. A imunização contra a paralisia infantil também é fundamental para que o vírus causador da doença não volte a circular no
estado", afirma Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria.

São Paulo não registra nenhum caso de paralisia infantil desde 1988. No entanto, como o vírus da poliomielite ainda circula em países da África e da Ásia, é fundamental que todas as crianças menores de cinco anos sejam imunizadas anualmente com as duas gotas da vacina Sabin.

Sintomas
A Secretaria orienta a população para que esteja atenta aos sintomas do sarampo. Os principais são febre e exantema (manchas avermelhadas no corpo), acompanhados ou não de tosse, coriza e conjuntivite. Nesses casos a recomendação é para que a pessoa procure imediatamente um posto de saúde e evite contato desnecessário com outras pessoas até que receba avaliação médica.
Postagem Anterior
Proxima Postagens

Postado Por:

Defesa e Cidadania da Mulher é uma organização não governamental de Praia Grande/SP, nomeada Utilidade Pública e sem fins lucrativos. Desde 2005, atuamos nas bases: social, educacional, profissionalizante e cultural, destinadas à conscientização, assistência e amparo às mulheres de qualquer idade, raça ou religião, possibilitando-a que esta exerça a sua cidadania de forma consciente, visando na erradicação da Violência Doméstica.

0 comentários: