quinta-feira, 3 de março de 2011

Fonte: PG Noticias - Por Daniel Elias

Missa de ação de graças, palestras e mesa redonda estão na programação

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, a Prefeitura de Praia Grande realiza a III Semana da Mulher. Dentro da programação deste ano, que tem como tema Mulher – Uma Questão de Ética, estão missa em ação de graças, palestra, mesa-redonda e performance teatral. As atividades ocorrerão em parceria com a Organização Não Governamental Defesa e Cidadania da Mulher (DCM).

“Esse será o terceiro ano consecutivo que realizamos a Semana da Mulher. As duas últimas edições foram um sucesso, pois as mulheres de Praia Grande se envolvem com as atividades”, destacou a presidente da ONG DCM, Ana Silvia Passberg Amorim. “Queremos homenagear e mostrar o valor do sexo feminino na sociedade civil. Além de mexer com a autoestima das munícipes da Cidade”.

Confira abaixo a programação da III Semana da Mulher:

8 de Março (terça-feira) – 8 horas

Missa em Ação de Graças ao Dia Internacional da Mulher
Igreja Nossa Senhora das Graças (Praça Roberto Andraus, 11, Bairro Ocian);

14 de Março (segunda-feira) – 19 horas

Solenidade em Comemoração e Palestra – delegada Rosmary Correa
Câmara Municipal de Praia Grande (Praça Vital Muniz, 1, Bairro Boqueirão);

15 de Março (terça-feira) – 19 horas

Mesa redonda – Tema: aborto, ética, saúde da mulher, educação, violência
Auditório Jornalista Roberto Marinho (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim);

16 de Março (quarta-feira) – das 20 às 21h30

Peça Teatral – Santo Inquérito – Dias Gomes
Direção: Celma Bosque
E hoje eu vou mudar!
Auditório Jornalista Roberto Marinho (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim);

Motivo - No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (elas eram obrigadas a fazer 16 horas por dia), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar a mesma função) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as operárias que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data ficou oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Postagem Anterior
Proxima Postagens

Postado Por:

Defesa e Cidadania da Mulher é uma organização não governamental de Praia Grande/SP, nomeada Utilidade Pública e sem fins lucrativos. Desde 2005, atuamos nas bases: social, educacional, profissionalizante e cultural, destinadas à conscientização, assistência e amparo às mulheres de qualquer idade, raça ou religião, possibilitando-a que esta exerça a sua cidadania de forma consciente, visando na erradicação da Violência Doméstica.

0 comentários: