quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Dores nas costas e má Postura


A grande maioria das queixas de dores nas costas são ditas funcionais, relacionadas aos vícios de posturais, falta de ergonomia no trabalho e no dia-a-dia. Não podemos responsabilizar um único ato ou hábito como os principais vilões para as dores, geralmente há uma somatória de causa que culminam com as dores crônicas ou mesmo as
crises de agudização.

Um indivíduo obeso, sedentário, fumante, com falta de ergonomia no trabalho e em atividades de vida diária, por exemplo, esta mais exposto a ser um candidato para ter dor nas costas, aquele que tem uma vida ativa fisicamente, peso adequado, uma postura correta no trabalho, tem menos a chance de desenvolver essas dores, e caso isso ocorra, vai chamar muito mais a atenção do especialista para que este
recorra a exames subsidiários com intuito de afastar causas mais graves.

"A má postura é a grande vilã das dores nas costas. Muitas vezes achamos que estamos confortáveis, mas na verdade essa sensação não garante que a coluna esteja "protegida". É preciso prestar atenção principalmente na maneira como sentamos e como nos postamos nas atividades em que ficamos muito tempo na mesma posição ou em
atividades repetitivas." explica o Dr. Jefferson A. Galves, medico ortopedista, especializado em doenças da coluna vertebral e membro do Grupo Medicina da Coluna.

O Grupo Medicina da Coluna foi criado por seis médicos ortopedistas, especialistas em doenças da coluna vertebral, com o objetivo de proporcionar aos pacientes o melhor atendimento, através de serviços de alta qualidade e algumas dúvidas freqüentes que a população tem em relação às dores na coluna.

Site: www.medicinadacoluna.com.br
Foto: Divulgação
Postagem Anterior
Proxima Postagens

Postado Por:

Defesa e Cidadania da Mulher é uma organização não governamental de Praia Grande/SP, nomeada Utilidade Pública e sem fins lucrativos. Desde 2005, atuamos nas bases: social, educacional, profissionalizante e cultural, destinadas à conscientização, assistência e amparo às mulheres de qualquer idade, raça ou religião, possibilitando-a que esta exerça a sua cidadania de forma consciente, visando na erradicação da Violência Doméstica.

Um comentário: